Banco Itaú

3 de Julho de 2019 às 10:10

Itaú pressiona trabalhadores e ameaça demissão

Trabalhadores do Itaú tem procurado os sindicatos para denunciaram a pressão que estão sofrendo por causa de metas abusivas, assédio moral e até mesmo ameaça de demissão.

Segundo as denúncias, os abusos têm ocorrido especialmente na gerência de Canais Críticos, que tem planos para demitir trabalhadores ao longo de 2019.

A cobrança das metas está sendo realizada de forma ostensiva e que algumas denúncias foram feitas pelo ombudsman [canal interno de denúncias do banco].

Até o momento, sete trabalhadores já foram demitidos, por supostamente apresentarem baixa performance. O que se observa, entretanto, é que existe uma eliminação de postos de trabalho, uma vez que não há intenção de reposição da força de trabalho nas mesmas funções.

No contrato de metas dos trabalhadores há um componente de análise subjetiva, e que este instrumento tem sido usado para distribuição das notas de modo a enquadrar trabalhadores em performance baixa ou crítica, justificando sua posterior demissão e, em vários casos, contradizendo a avaliação de pares e parceiros que têm uma visão positiva do trabalho desenvolvido.

O movimento sindical está tentando solucionar o problema e interromper as pressões e demissões arbitrárias, mas até o momento não houve retorno por parte da empresa. Isso mostra que o banco não apenas trabalha com números, mas trata a vida das pessoas como tal.

Denuncie

Em caso de pressão por metas, ameaça de demissão ou feedbacks direcionados para reduzir a nota na avaliação do trabalhador, é fundamental denunciar ao Sindicato, não podemos conviver com esse abuso e essa pressão do banco.

 * Com informações do seeb-sp



Diretoria

Ronaldo Ferreira Ramos
Presidente
Raul Lidio Pedroso Verão
Diretor Regional
Valdinei Rodrigues de Araujo
Diretor Org. Sup. Adm.
Márcia Regina A. Vieira
Suplente

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884