Banco do Brasil

12 de Setembro de 2019 às 15:21

Cassi: Banco não quer prorrogar prazo para negociar

Parece que o banco não quer solucionar os problemas do funcionalismo.

A Cassi passa por dificuldades financeiras e o funcionalismo do Banco do Brasil está preocupado. Mas, a instituição financeira negou o pedido do movimento sindical para que o Memorando de Entendimentos fosse prorrogado.

O documento garante o aporte extraordinário de cerca de R$ 500 milhões por ano ao plano associados, sendo 60% do valor de responsabilidade da empresa e 40% dos associados.

O memorando foi firmado em 2016 e é válido até dezembro deste ano. Era esperada resposta positiva, pois o BB é responsável pela saúde dos trabalhadores e corresponsável pela solução dos problemas financeiros da Caixa de Assistência.

Também foi negado o adiantamento dos recursos de responsabilidade do BB no custeio do GDI (Grupo de Dependentes Indiretos), que correspondem a cerca de R$ 450 milhões. O valor seria sufi ciente para recompor reservas exigidas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Porém, o banco ressaltou que a antecipação só pode ser avaliada em conjunto com uma solução definitiva para a Cassi.



Diretoria

Carlos Alberto Longo
Vice-presidente
Alcindo Machado Franco
Suplente
Marcos Pereira Araújo
Suplente
Claúdio Aparecido dos Santos
Suplente
Daniela M. da Costa
Suplente
Christian Luiz Pereira
Suplente

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884