Notícias

1 de Janeiro de 2001 às 23:59

Tarifas Bancárias: Reajuste chega a 433%

Aumento ocorreu antes de as novas resoluções do CMN entrarem em vigor Os bancos chegaram a aumentar os valores dos serviços cobrados à clientela em até 433%, pouco antes de entrar em vigor, em 30 de abril, as novas resoluções do CMN (Conselho Monetário Nacional) que congelaram por 180 dias os preços de diversas tarifas. No ABN Amro Real, por exemplo, a renovação de cadastro passou de R$ 9,00 para R$ 48,00, e no Unibanco o preço das folhas avulsas de cheque aumentou 288,9%. Um absurdo. A usura dos bancos em explorar os clientes não tem limites. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação no país, registrou reajuste médio de 8,74% em serviços como emissão de extratos ou transferência de dinheiro, percentual que chegou até a ter uma deflação de -0,85%. O fato revela a irresponsabilidade social do sistema financeiro. Os lucros bilionários cada vez mais crescentes são conquistados às custas da superexploração dos clientes e da sociedade.



Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884