Banco Itaú

1 de Fevereiro de 2018 às 14:39

Paralisação atinge todas as agências do Itaú em Dourados

Os trabalhadores brasileiros já estão sentindo na pele as conseqüências da reforma trabalhista e os bancos aproveitam-se disso para implementar as mudanças no Acordo Coletivo da categoria.

Por isso, o movimento sindical resolveu agir, o Itaú anunciou que a partir da quinta-feira (01/02) as homologações das rescisões contratuais dos empregados não precisam ser feitas nos sindicatos. Total afronta à mobilização do movimento sindical.

Em demonstração à luta pela garantia de direitos dos funcionários trazidas com a implantação da lei, diretores do Sindicato dos Bancários de Dourados e a da Federação Centro-Norte, realizaram manifestações com paralisações e retardamento das agências em várias cidade da nossa base sindical.

O Comando Nacional dos Bancários enviou Termo de Compromisso solicitando que o banco não adotasse as mudanças estabelecidas pela nova legislação. Mas, o Itaú não se importou com o pedido. Pelo contrário. Anunciou os prejuízos.  

Em Dourados houve retardamento nas três agências do Itaú, esse movimento representa a indignação dos trabalhadores e destaca que a entidade não permitirá os ataques às conquistas da categoria. "Caso o banco persista em manter essa postura, vamos promover ações mais firmes", disse o presidente do Sindicato em Dourados, Ronaldo Ferreira Ramos.

 



Diretoria

Ronaldo Ferreira Ramos
Presidente
Raul Lidio Pedroso Verão
Diretor Regional
Valdinei Rodrigues de Araujo
Diretor Org. Sup. Adm.
Márcia Regina A. Vieira
Suplente

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884