Banco Itaú

6 de Novembro de 2019 às 14:57

Lucro do Itaú é de R$21 bilhões e banco não pára de demitir

O Itaú lucrou R$ 21,067 bilhões nos nove primeiros meses de 2019, um crescimento de 9,4% em relação ao mesmo período de 2018 e de 1,7% no trimestre. Ao final de setembro de 2019, como aponta os destaques do Dieese, a holding contava com 83.536 empregados no país, com fechamento de 3.534 postos de trabalho em doze meses.

No segundo trimestre deste ano, o banco lançou um Programa de Desligamento Voluntário (PDV), ao qual segundo comunicado, atingiu 3,5 mil adesões, gerando uma despesa não recorrente de R$ 2,4 bilhões. Além do PDV, de acordo com o relatório do banco, a redução anual do quadro de trabalhadores no Brasil deve-se, também, ao encerramento de agências físicas.

Em doze meses, foram fechadas 201 agências físicas e abertas 23 agências digitais, totalizando 3.330 e 196, respectivamente. O banco anunciou que o saldo de agências fechadas em 2019 deve chegar a 400.

A diminuição do número de trabalhadores significa aumento da carga de trabalho. Está na hora de o banco contratar. Quem ficou, não pode ficar sobrecarregado. O movimento sindical vai cobrar mais contratações e melhor distribuições dos lucros.

Os temas já estão na pauta das negociações que estão acontecendo. Uma das reivindicações é um pagamento proporcional dentro do AGIR, que atualmente não existe.



Diretoria

Ronaldo Ferreira Ramos
Presidente
Raul Lidio Pedroso Verão
Diretor Regional
Valdinei Rodrigues de Araujo
Diretor Org. Sup. Adm.
Márcia Regina A. Vieira
Suplente

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884