Notícias

1 de Janeiro de 2001 às 23:59

INADIMPLÊNCIA COM CHEQUES É ESTAVEL

Inadimplência com cheques registra uma estabilidade, desde de abril deste ano, há 4 meses. A inadimplência com cheques está praticamente no mesmo patamar há quatro meses. Estudo da Serasa revela que em julho deste ano foram devolvidos, em todo o país, 19,2 cheques por falta de fundos a cada mil compensados. No mês passado, dos 154,4 milhões documentos compensados, 2,9 milhões voltaram por falta de fundos. Segundo os técnicos da Serasa, a relativa estabilidade no indicador de cheques sem fundos é reflexo da atual conjuntura da economia brasileira. "O balanceamento entre fatores positivos e negativos vem contribuindo para a estabilidade do indicador", informaram. De acordo com os técnicos, nos últimos meses as taxas de juros têm dificultado a capacidade de pagamento dos empréstimos contraídos. Entretanto, a deflação recente dos índices de preços colabora com o aumento da renda disponível para o consumo. Na comparação com julho de 2004, porém, a inadimplência com cheques teve um crescimento expressivo de 23,1%. O comportamento de alta em relação ao ano passado também foi verificado nos sete primeiros meses deste ano. De janeiro a julho de 2005, foram devolvidos 18,4 cheques sem fundos a cada mil compensados, um aumento de 15,7% em relação a igual período de 2004, que apontou 15,9 cheques devolvidos por mil. O estudo da Serasa mostra que nos primeiros sete meses de 2005 foram compensados 1,13 bilhão de cheques, dos quais 20,8 milhões voltaram por falta de fundos. Os técnicos da Serasa explicam que o aumento do indicador de cheques devolvidos por insuficiência de fundos em relação ao ano passado se deve às altas taxas de juros que, associadas ao maior endividamento e ao aumento dos preços administrados, comprometeram a capacidade de pagamentos das famílias ao longo desse período. Fonte: Folha Online 23/08/05 CNB/CUT Ronaldo Ferreira Ramos (Vice Presidente SEEBD)



Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884