Notícias

1 de Janeiro de 2001 às 23:59

Estudo diz: Assédio moral pode provocar até morte

A exposição do trabalhador a situações humilhantes, constrangedoras e vexatórias, que podem se tornar repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício das funções do empregado, é caracterizada como assédio moral. Responsável por prejuízos à saúde mental e física, o assédio moral é um dos itens mais combatidos pelas entidades sindicais. O assediado, na maioria das vezes, apresenta sintomas como senso de injustiça, revolta, perda de auto-estima, estresse, tristeza e desânimo. De acordo com pesquisas realizadas recentemente, além da perda da motivação e confiança na empresa, a vítima perde a vontade de trabalhar, o que conseqüentemente gera queda do desempenho profissional. Segundo especialistas, os prejuízos do assédio moral vão além da parte emocional do trabalhador, que acaba tendo comprometida sua saúde mental e física. Alguns, pela perda da identidade e dignidade, tornam-se incapazes de trabalhar e podem até mesmo cometer suicídio. As principais doenças geradas pelo assédio são diabetes e pressão alta. Como se não bastassem, algumas vítimas não conseguem lidar com o problema e terminam adquirindo vícios. O bancário prejudicado deve procurar o Sindicato para denunciar o assédio moral e não aceitar certos abusos.



Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884