Notícias

1 de Janeiro de 2001 às 23:59

Caixa apresenta proposta com critérios para promoções

(São Paulo) Em negociação realizada nesta quarta-feira, dia 29, a Caixa Econômica Federal detalhou para a Contraf-CUT sua proposta de critérios para promoção da carreira técnica, profissional e dos avaliadores de penhor. Esta é a segunda rodada após a assinatura do Acordo Aditivo à Convenção Coletiva. Os representantes dos bancários ficaram de analisar as propostas da Caixa e debater o assunto com mais profundidade na próxima negociação, marcada para o dia 7 de dezembro. “Vamos estudar as propostas da Caixa, que são interessantes. Os critérios de promoção apresentados pelo banco são bastante objetivos e dificilmente haverá interferência externa nas promoções”, avalia Jair Pedro Ferreira, diretor de Administração e Finanças da Fenae e membro da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE). Avaliadores de Penhor Os critérios de promoção dos Avaliadores de Penhor (que preencherão 180 vagas na nova classificação chamada “Sênior”) serão baseados na experiência, no conhecimento e na competência do empregado. Segundo a proposta da Caixa, serão analisados os últimos quatro anos de trabalho, levando-se em conta, inclusive, a formação acadêmica do Avaliador. O banco também vai criar mecanismos para que os gestores participarem da avaliação. As vagas serão divididas por região, através das Superintendências. Ao todo, serão quatro etapas de avaliações. A Caixa vai criar um banco de habilitados e, ao final, haverá uma classificação com dois candidatos por vaga. Um ficará na fila de espera e o outro será promovido. O Avaliador de Penhor Sênior será enquadrado no nível TA7, cujo piso para seis horas é de R$ 3156 e, para a jornada de 8 horas, será de R$ 4.209. Carreira profissional A Caixa confirmou as promoções (mudança de nível) para os empregados de carreira profissional, que incluem engenheiros, advogados e médicos. Elas serão concedidas até o dia 31 de dezembro e vão seguir os requisitos impressos no RH060. Com a confirmação da mudança de nível, a data de referência para promoções é antecipada de abril para dezembro. A avaliação será por mérito. Carreira técnica O banco também apresentou um esboço dos critérios para a promoção de 32% dos empregados com carreira técnica. A promoção aumenta os ganhos em 2% e será feita já em janeiro. A avaliação também será por competência e dividia em três grupos: resultados, orientação de clientes e trabalho em equipe. Haverá regras de desempate e as promoções serão divididas percentualmente por unidade, ou seja, cada agência ou ponto de trabalho terá 32% dos empregados com carreira técnica promovido, por meio de um processo de pontuação.



Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884