Notícias

27 de Dezembro de 2017 às 11:39

Brasil fecha 12,3 mil vagas formais no mês de entrada em vigor da reforma trabalhista

Não demorou muito até a realidade desmentir o discurso da reforma trabalhista de Michel Temer; ao invés de criar novos empregos, como disseram seus defensores, as novas regras já começaram a provocar demissões; no mês em que a reforma entrou em vigor, o Brasil registrou mais demissões do que contratações; o saldo ficou negativo em 12,3 mil vagas em novembro; a reforma trabalhista entrou em vigor no dia 11 de novembro e criou novas formas de contratações, como o trabalho intermitente.

As demissões foram maiores que as contratações em novembro mesmo com a inclusão, nos dados do governo, das contratações de trabalhadores intermitente e em jornada parcial, que tiveram saldos positivos de 3.067 e 231, respectivamente.

Analistas ouvidos pela Reuters esperavam um saldo positivo de 22 mil vagas. Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) foram divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério do Trabalho. A expectativa dos defensores das mudanças é que a nova lei facilitaria contratações e poderia aumentar o número de empregos no país.

O ministério não divulgou dados sobre o teletrabalho, para o qual a nova lei criou regra específicas. De acordo com a pasta, o governo ainda vai orientar os empregadores sobre como preencher os dados nessa modalidade.

As informações são de reportagem de Lais Alegretti na Folha de S.Paulo.

Movimento Sindical sempre alertou e denunciou

Este resultado não é nenhuma novidade aos trabalhadores que sempre foram alertados pelo movimento sindical sobre o que aconteceria caso a “reforma trabalhista” fosse aprovada. Mas a catástrofe não fica apenas na redução das vagas formais de contratação, ainda têm mais, as contratações após a reforma, via de regra, são com precarização do trabalho e redução de salários.

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região, a diretoria

 



Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884