Notícias

1 de Janeiro de 2001 às 23:59

BB vai ofertar ao mercado cerca de 5,5% do seu capital

O Banco do Brasil pretende aumentar de cerca de 6,8% para 12,3% o total de ações ordinárias representativas de seu capital em circulação no mercado. Para isso, prevê a realização de uma oferta pública de venda no próximo dia 28, na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo). Serão ofertadas 45.441.459 ações ordinárias do banco, equivalentes a 5,5% do capital total do banco, sendo que 19.176.268 estão em poder da BNDESPar (BNDES Participações), 15.007.514 são da Previ (fundo de pensão do BB) e 11.257.677 da tesouraria da instituição. A quantidade de ações na oferta, entretanto, poderá ser elevada, dependendo da demanda. A venda de ações do BB é esperada desde fevereiro deste ano. Na avaliação de analistas, a operação é boa para o mercado, pois aumenta o "free-float" (circulação de ações) do banco e o que aconteceu em 2002 não deve se repetir neste ano. Naquele ano, a oferta pública foi cancelada após os investidores terem feito as reservas, porque a "oferta institucional" (para grandes investidores, como bancos e fundos de pensão) não atingiu o volume de demanda necessária e preço adequado para a efetiva conclusão da operação. Um dos entraves à realização da oferta de ações do banco era o limite de participação de estrangeiros na operação. Entretanto, um decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, publicado no dia 1 de junho no "Diário Oficial da União", autorizou o aumento da participação dos estrangeiros no capital do banco de 5,6% para 12,5% do total. Essa medida aumenta a possibilidade de investidores externos participarem da oferta pública de ações do banco e aumenta o interesse pelos papéis, o que certamente deverá refletir no preço das ações. Também no dia 1º deste mês, o ministro Guido Mantega (Fazenda) autorizou o BB a assinar o contrato de adesão ao Novo Mercado da Bovespa --segmento diferenciado que exige práticas de boa governança e que só podem participar empresas com ações ordinárias. Além disso, para aderir ao Novo Mercado é preciso ter pelo menos 25% do capital pulverizado no mercado. O prazo para atingir este percentual é de três anos. Oferta Os investidores interessados em comprar ações na oferta pública de venda do BB poderão fazer a operação por meio de bancos e corretoras credenciadas. A lista das corretora está prevista para ser divulgada pelo banco no próximo dia 12, quando começa o início de período de reserva. As pessoas físicas e clubes de investimentos poderão fazer a reserva até o dia 23 de junho e poderão aplicar no mínimo R$ 1.000 e no máximo R$ 300 mil. O preço da ação para venda será definido no dia 26 de junho, por meio do bookbuilding (coleta de propostas dos interessados nos papéis).



Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884