Banco do Brasil

14 de Outubro de 2019 às 09:09

BB recusa a discutir proposta para a Cassi

O Banco do Brasil respondeu, na quinta-feira, 10, ao ofício que a Contraf encaminhou com proposta de solução para a Caixa de Assistência dos Funcionários (Cassi). O BB se recusou a discutir a proposta.

Diante disso o movimento sindical entende que a mobilização em defesa da Cassi precisa crescer ainda mais, porque se depender do Banco do Brasil, os funcionários perdem o plano. A direção da empresa continua inflexível e se recusa a discutir a proposta dos associados.

Segundo o BB, devido ao "exíguo tempo que dispomos para encaminhar uma solução definitiva para a Cassi, em função do procedimento de Direção Fiscal em andamento por parte da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Banco do Brasil só tem como analisar propostas que atendam às premissas e limites amplamente discutidos com as entidades representativas dos funcionários e aposentados ao longo deste ano de 2019".

A resposta não surpreende, pois o BB já tinha informado que não aceitaria propostas que impliquem em alterações dos pontos que foram debatidos com as entidades que representam o funcionalismo. Porém, a expectativa é que o banco, pelo menos, analisasse a proposta e não fosse tão inflexível.

O movimento sindical deixa claro que o BB possui um funcionalismo altamente capacitado. Com isto, pode, sim, contribuir para uma proposta ainda melhor. Seja para os associados, para o banco e salvar a Cassi.

 



Diretoria

Carlos Alberto Longo
Vice-presidente
Alcindo Machado Franco
Suplente
Marcos Pereira Araújo
Suplente
Claúdio Aparecido dos Santos
Suplente
Daniela M. da Costa
Suplente
Christian Luiz Pereira
Suplente

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884