Banco do Brasil

18 de Setembro de 2018 às 10:53

BB faz alterações no estatuto da Cassi por isso, Vote não

Mais uma intransigência da direção autoritária da empresa, a serviço do governo neoliberal de Michel Temer, o Banco do Brasil ignora os funcionários e confirma ao mercado que vai mudar o estatuto da Cassi. Entre os mais prejudicados estão aposentados.

Pela alteração a instituição não vai arcar com despesas extras para esse segmento, como é o caso da contribuição por dependente.

Embora não tenha deixado claro aos associados, a intenção do BB é reduzir as despesas com os atuais aposentados e não mais custear o plano de saúde para os funcionários se que aposentarem. Somente os acionistas saem ganhando com a medida, que terão os dividendos elevados.

Tem mais, o banco também tenta esconder que vai reduzir o custeio na Cassi gradativamente. A ideia é, até 2023, sair dos atuais 60% do total para 55%. No índice devem ser somados as contribuições normais do BB, aportes por dependentes da ativa e despesas administrativas até 2021.

Como a proposta do banco reequilibra a Cassi só até 2023, depois são esperados mais aumentos. Por tudo isso, é fundamental que o associado vote não para impedir que o BB controle a Cassi e reduza os compromissos financeiros com a saúde dos funcionários. 

O movimento sindical solicita que  propostas sejam discutidas. Além disso, orienta todos os funcionários a votarem NÃO na consulta ao corpo social, exigindo que a direção do banco volte a negociar com os representantes dos associados para encontrar uma solução que atenda aos interesses das duas partes.



Diretoria

Carlos Alberto Longo
Vice-presidente
Alcindo Machado Franco
Suplente
Marcos Pereira Araújo
Suplente
Claúdio Aparecido dos Santos
Suplente
Daniela M. da Costa
Suplente
Christian Luiz Pereira
Suplente

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884