Caixa Federal

16 de Maio de 2018 às 10:16

Bancários protestam em evento da Caixa em Brasilia

A direção está realizando nesta quarta-feira(16) uma reunião com mais de 6 mil gestores, no Estádio Nacional Mané Garrincha, onde Michel Temer é o “convidado especial” da solenidade.

Os ataques à Caixa estão cada vez maior e mesmo assim, perecebe-se que a instituição reduz despesas com o quadro funcional, a partir da aplicação da nova reestruturação intitulada Programa Eficiência e a direção da empresa financia com dinheiro público um megaevento para receber o presidente golpista Michel Temer.

O movimento sindical não tem dúvidas de que o desmonte da empresa é arquitetado e incentivado pelo governo. Os gastos com o encontro não foram revelados, mas só o aluguel do estádio é uma fortuna. O que os empregados querem saber é: qual o sentido de cortar R$ 2,5 bilhões até 2019 se vão gastar tanto para receber o responsável pelo desmonte da Caixa?

Questionada, a direção da Caixa declarou que o evento visa “cobrar mais resultados dos empregados”.

Trata-se de absurdo gastar o dinheiro do povo brasileiro dessa forma, ainda mais com o objetivo de pressionar os funcionários que já estão sobrecarregados pela falta de empregados na Caixa.

Por isso, nesta quarta-feira os bancários da Fetec-cn, realizaram um ato protestando e cobrando da direção da Caixa uma postura que venha a favorecer o trabalhador, e também questionando o gasto com o megaevento.

“É inadmissível que tenha cada vez menos empregados na Caixa e a direção da empresa use o que é público para financiar o evento. Queremos ver esse dinheiro aplicado nas políticas públicas que são fundamentais para o desenvolvimento do país”, dispara Francinaldo Costa, diretor da Federação dos Bancários do Centro Norte (Fetec-CUT/CN).



Diretoria

Edson Claudio Rigoni
Secretario Geral
Wagner Katsumi Takahachi
Suplente
Benilson de Lázari
Suplente

Sindicato dos Bancários de Dourados e Região - MS

Rua Olinda Pires de Almeida, 2450 Telefone 0xx67 - 3422 4884